Gabriel Veron celebra mais um título pelo Palmeiras e evita comparações com Reinier e Talles Magno

Gabriel Veron celebra mais um título pelo Palmeiras e evita comparações com Reinier e Talles Magno

Foto: Fabio Menotti/Ag. Palmeiras/ Divulgação

O Palmeiras ficou com o título da Copa do Brasil Sub-17 após vencer o São Paulo por 2 a 0 no Pacaembu, na tarde desta quarta-feira, 2. Assim como no 1º jogo da decisão, Gabriel Veron mais uma vez foi decisivo.

Após a garotada alviverde faturar o bi da competição, o 29° troféu da base em 2019, conversamos com uma das maiores promessas da base palmeirense após Gabriel Jesus.

O camisa 10 do Verdão, autor do primeiro gol do Palmeiras na partida, falou com exclusividade com o NOSSO PALESTRA.

Na próxima segunda-feira, Veron se apresenta na Seleção Brasileira para a disputa do Mundial Sub-17. Ele se junta aos laterais Garcia e Renan, e também o zagueiro Henri, formando o quarteto que vai representar o Palmeiras na Copa do Mundo da categoria.

O Mundial será realizado aqui no Brasil, com início no dia 26 de outubro.

Confere aí como foi o papo!

NP: Como está a ansiedade para o Mundial? Ser tão decisivo nesse título do Palmeiras aumenta a sua confiança para ajudar o Brasil?

Veron: Acho que o título traz confiança sim, vou chegar lá e dar o meu melhor. Essa conquista coroa todo o nosso ano de trabalho. Agora é se esforçar para ser campeão Mundial com o Brasil. É sempre um privilégio vestir a amarelinha. (Veron é bicampeão Mundial Sub-17 pelo Palmeiras).

NP: Muita gente ficou impressionada com o seu gol, chegando até a pedir você no profissional. Essa frieza na frente do goleiro é uma das suas grandes características?

Veron: Eu acho que sim. Durante o jogo eu tento observar os espaços que eu tenho pra atacar e criar as oportunidades. No jogo de ida eu percebi que os zagueiros do São Paulo se atiravam muito na bola, o zagueiro estava vindo muito rápido. Tive a frieza de parar a bola e ser feliz na finalização.

NP: Você já chegou a treinar com o profissional do Palmeiras né?

Veron: Sim, tive a oportunidade de ficar uma semana com eles uma vez ano passado.

45849844231_34a909b23b_o

NP: O fato do Reinier e do Talles Magno, seus dois companheiros de seleção, estarem já jogando a Série A pelo profissional, te deixa com mais ansiedade de subir logo?

Veron: Eu estou tranquilo quanto a isso, sei que estou fazendo meu trabalho, dando o meu melhor e me esforçando todos os dias. Tudo no tempo de Deus. Uma hora minha oportunidade vai chegar.

NP: Agora é conquistar a Copinha né, acho que é o único título que falta pra você com a camisa do Palmeiras?

Veron: Sim. Ano que vem vou pra minha segunda Copinha. Vamos trabalhar pra mais essa conquista, inédita pro clube.

Gabriel Veron já possui contrato profissional com o Palmeiras, válido até 2021.

  • Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim, 28 anos, detesta quem assiste ao jogo sentado e tem como grande ídolo Armando Nogueira. Formado em Jornalismo pela UMESP em 2012, cobriu a Copa do Mundo da Rússia pelo jornal Lance!