Com história por Palmeiras e São Paulo, Denílson revela torcida na Supercopa do Brasil

Ex-jogador foi revelado pelo rival e venceu o Paulistão 2008 pelo Maior Campeão Nacional

Revelado pelo São Paulo e campeão do Campeonato Paulista de 2008 pelo Palmeiras, o ex-meio-campista Denílson revelou sua torcida para o Choque-Rei na final da Supercopa do Brasil de 2024 em entrevista ao NOSSO PALESTRA. Aposentado dos gramados desde 2010, o ex-jogador ainda falou que o Alviverde larga em vantagem no favoritismo da disputa por conta do trabalho de Abel Ferreira.

– Um jogo só é complicado. Vai passar muito pelo que os clubes vão fazer nessa preparação. Mas fato é que o Palmeiras está na frente. Tempo de trinador, elenco jogando junto faz tempo. O São Paulo fez uma temporada boa, com o título da Copa do Brasil, o torneio que eles priorizaram e deu certo. É um jogo complicado, mas quem está melhor é o Palmeiras por esse longo trabalho do Abel Ferreira – disse o ex-jogador.

Relacionadas

– A minha torcida vai ser alguém ganhar nos pênaltis – acrescentou.

Conheça o canal do Nosso Palestra no Youtube! Clique aqui.
Siga o Nosso Palestra no Twitter e no Instagram / Ouça o NPCast!
Conheça e comente no Fórum do Nosso Palestra

VEJA NO NOSSO PALESTRA
Palmeiras se despede de Jailson após duas temporadas

Denílson, atualmente comentarista da TV Bandeirantes, também afirmou que para o Verdão se manter entre os principais favoritos nas competições precisa trazer reforços pontuais e está acima dos demais rivais justamente por não precisar fazer grandes reformulações no elenco. O ex-meia também ressaltou a necessidade de peça de reposição para Endrick, que já está negociado com o Real Madrid, da Espanha, e deixará o clube em julho.

– A régua subiu. Nos últimos anos o Palmeiras está conquistando títulos, chegando nas retas finais e quando você alcança esse nível não pode esperar menos na próxima temporada.

– O Palmeiras vai reforçar pontualmente, diferente de outras equipes que precisam de grandes reformulações, o Palmeiras é questão pontual, trazer jogadores para suprir carências, o Endrick, por exemplo, já está vendido e no meio do ano ele vai para o futebol europeu. Precisa ter alguém para essa função. Longe de comparações, senão é jogar uma responsabilidade muito maior em cima de um jogador que não tem essa necessidade – destacou.

O jogador também teceu elogios para Abel Ferreira ao elogiar o trabalho implementado pelo português em unir o elenco em um grupo conectado. O pentacampeão mundial com a seleção brasileira na Copa do Mundo de 2002 acredita que a equipe a equipe está no caminho certo.

– O que ele está fazendo nesses três anos é surreal. É importante ter uma liderança, ter um cara que não desiste nunca, que incentiva, mas é importante ter um elenco que acredite no que o treinador fala, e o Palmeiras tem isso. O Abel é bom no que faz e tem um elenco excelente em seres humanos, em caráter, você vê que os caras são amigos, conectados, fica fácil. Houve uma construção, mas fica ‘mais fácil’ trabalhar. O Abel tem muito mérito de ter construído isso e os jogadores também têm que ser exaltados.

Denílson atuou no Palmeiras na temporada de 2008 e fez parte do elenco que venceu o Campeonato Paulista daquela temporada sendo comandado por Vanderlei Luxemburgo. Ao todo foram 55 jogos e sete gols com a camisa palestrina.