Brunoro revela que Palmeiras queria Arce ao invés de Gareca em 2014

(Foto: Fábio Menotti / Ag Palmeiras / Divulgação)

Um dos grandes dirigentes da história do Palmeiras, José Carlos Brunoro revelou que a contratação de Ricardo Gareca não era o "plano A" da direção em 2014. Segundo ele, a prioridade era Chiqui Arce, ex-lateral e lenda do clube alviverde. A afirmação aconteceu em live no canal do YouTube do Nosso Palestra, na noite desta sexta-feira (12).

Relacionadas

"Nós nos dividimos: eu fui pro Paraguai contratar o Arce, e o Omar (Feitosa) e seu Genaro (Marino) foram pra Argentina contratar o Gareca. Nós fomos ver quem estava mais disponível, pois discutimos que seria legal ter um técnico estrangeiro. Talvez a prioridade fosse o Arce, pela história dele no Palmeiras", disse Brunoro.

O ex-dirigente palmeirense falou sobre como os planos mudaram após a recusa do paraguaio, até que Gareca chegou ao Verdão:

"Eu cheguei no Paraguai, e o Arce muito tranquilo falou “olha, eu estou com contrato, não gosto de quebrar contrato." Aí eu voltei e eles tinham falado com o Gareca, gostado dele e o trouxeram. Então não fui eu quem fez a entrevista com ele."

Mesmo sendo o "plano B", Gareca conquistou o coração e o respeito dos mandatários alviverdes, que lamentaram muito o contexto que levou à demissão do argentino, como conta Brunoro:

"Pessoa extraordinária. Quando a gente viu que o trabalho começou a não dar certo, a gente queria de todas formas dar condições pra que ele pudesse exercê-lo. Mas ele precisaria de um pouco mais de tempo, e esse tempo o Palmeiras não tinha."

Por fim, o CEO do Palmeiras de 2013 ainda deixou escapar que sua opção seria Vanderlei Luxemburgo:

"Eu queria (o Luxa) e fui voto vencido."

Confira o bate-papo completo com Brunoro: