Conheça os meninos que preencheram o banco do Palmeiras em Fortaleza

Sem 19, Abel Ferreira encontrou soluções em meninos das categorias de base

Por culpa do surto de contaminação do novo coronavírus dentro da delegação alviverde, o Palmeiras foi a campo diante do Ceará com 19 desfalques no elenco. Para suprir a falta de jogadores, Abel Ferreira novamente foi obrigado a acionar as categorias de base e selecionou sete jovens atletas para viajar com a comissão para Fortaleza.

Aníbal, centroavante, foi titular no duelo e fez seu debute no Verdão profissional. Por mais de 70 minutos, esteve em campo e teve participação discreta. Marcelinho, mais um dos meninos, foi utilizado no segundo tempo e atuou na puxada de contragolpe do Verdão. Eles foram os únicos que tiveram minutos na partida.

Relacionadas

Conheça um pouco mais de cada um deles:

Conheça o canal do Nosso Palestra no Youtube! Clique aqui.
Siga o Nosso Palestra no Twitter e no Instagram
 / Ouça o NPCast!

Mateus:

Conhecido como Mateusão, o goleiro da geração 2002 reveza a titularidade da meta sub-20 alviverde com Leandro e, desde a era Vanderlei Luxemburgo, participa constantemente de treinamentos com a equipe profissional. Captado no XV de Piracicaba, o arqueiro de 1,99m de altura é tratado como uma das principais promessas da tradicional academia de goleiros do Palmeiras. Dentro de campo, destaca-se por ser um goleiro rápido, técnico e com as características do jogo moderno, uma vez que também auxilia na construção da fase ofensiva, algo semelhante ao que Weverton faz na equipe principal.

Leandro:

Um ano mais velho do que Mateus, o arqueiro Leandro chegou ao Palmeiras em 2018, vindo do Cruzeiro, e sempre se destacou pela estatura, porte físico e elasticidade, qualidades e semelhanças que lhe renderam comparações com Jaílson. Recentemente, viralizou na internet com um lance no qual driblava dois atacantes do São Paulo dentro da própria área, levando ao desespero o treinador Wesley Carvalho.

Helder:

Um dos poucos atletas do elenco sub-20 que estão em seu último ano nas categorias de base, o zagueiro Helder (geração 2000) se consolidou como o capitão da equipe na atual temporada. Canhoto de bom passe e de boa altura (1,90m), o brasiliense coleciona conquistas no Palmeiras, fazendo parte do elenco que venceu o Campeonato Brasileiro Sub-20 de 2018, a Copa do Brasil Sub-20 de 2019, o Torneio de Terborg de 2019 na Holanda e os Campeonatos Paulista de 2018 e 2019.

Vitinho:

Uma das maiores promessas da base do Cruzeiro, o meio campista Vitinho (geração 2002) está emprestado ao Palmeiras com opção de compra até o fim de 2021. Segundo volante que também sabe atuar como meia mais avançado, o jovem de 18 anos é muito técnico, e tem como grande qualidade o passe, além de desempenhar bem os fundamentos da marcação. Em 2019, foi um dos destaques da categoria sub-17, sendo titular na campanha dos títulos da Copa do Brasil Sub-17 e Supercopa do Brasil Sub-17. Promovido ao sub-20 nesta temporada, vem sendo o atleta mais regular da equipe, titular incontestável e já soma três gols e três assistências no ano.

Juninho:

Adriano Júnior, popularmente conhecido como Juninho, é um meia ofensivo extremamente habilidoso e versátil. Ex- Rio Preto e Corinthians, o jovem de 18 anos sabe atuar como segundo atacante, armador e nas beiradas, função exercida pelo jogador nas épocas em que jogava pelo rival. Recentemente, perdeu a condição de titular para Caio Cunha, atleta de caráter menos ofensivo, no entanto é figura constante nas partidas

Marcelinho:

Utilizado por Abel durante a partida, o atacante foi captado do Almirante Barroso, clube do interior de Santa Catarina, em julho de 2019, Marcelinho (geração 2002) é o mais jovem entre os sete relacionados. O incansável atacante se destaca pela qualidade na parte técnica e no vigor físico. Muito rápido e excelente driblador, consegue dar profundidade a equipe e com sua habilidade acima da média com a bola no pé, auxilia na criação de jogadas. As vezes criticado na tomada de decisão e finalização, o ponta vem melhorando de forma significativa seus pontos fracos e se consolida como titular na equipe de Wesley Carvalho.

Aníbal

Titular no empate do Palmeiras no Ceará, o goleador é o mais velho do quarteto e cara conhecida da torcida alviverde. Brasileiro naturalizado paraguaio, Aníbal tem 20 anos (geração 2000), é um centroavante habilidoso e de bom porte físico, sabe muito bem fazer o pivô e puxar a marcação para fora da área, abrindo espaços para os pontas. Jogador mais velho do elenco sub-20 e um dos líderes, Aníbal é remanescente da geração consagrada de Alan, Patrick de Paula e companhia. Pela seleção Albirroja, o atacante disputou o Mundial Sub-17, em 2017, e o Sul-Americano Sub-20 de 2019.

LEIA MAIS: