‘O que vai acontecer com o Corinthians não interessa pra nós’ – Confira destaques da coletiva de Luxa desta sexta (17)

(Foto: Reprodução / YouTube ‘TV Palmeiras FAM’)

Vanderlei Luxemburgo concedeu entrevista coletiva na Academia de Futebol na tarde desta sexta-feira (17). O técnico palmeirense foi questionado sobre o Dérbi da próxima quarta-feira (22), as saídas de Dudu e Jorge Jesus do Brasil, a suspensão de Rony, a situação de Gustavo Gómez, chances para Gabriel Verón e muito mais. Confira os destaques:

SAÍDA DE DUDU, UM ÍDOLO:

Relacionadas

-(A saída do) Dudu é uma realidade. Já foi embora. (…) No futebol isso já aconteceu várias vezes. Nos times de 93 e 94 eu perdi jogadores, de 94 para 96 foi outra equipe. Um clube grande vai encontrar solução, alguém na base pode aparecer… Já tive experiência no Palmeiras: eu tive um meio com César Sampaio, Mazinho e Zinho, tive que montar outro time, e eles eram ídolos do Palmeiras, faz parte. Não é nada de anormal.

SAÍDA DE JORGE JESUS DO FLAMENGO:

  • Ninguém pode afirmar que, com o Jesus, o Flamengo iria perder ou ganhar, quem assinaria um documento desse? O Flamengo seria campeão? O problema, quem tem que resolver agora são eles. O treinador largou no meio do caminho, é um estrangeiro, mas se fosse brasileiro que tivesse feito isso, a porrada seria tamanha, tomaria porrada a todo momento. Mas o elenco deles continua forte, com ou sem Jesus eles são candidatos ao título.

GUSTAVO GÓMEZ FORA DO DÉRBI? (o contrato do atleta não foi renovado e especula-se que ele esteja com Covid-19)

  • Vamos esperar chegar segunda-feira pra ver, que aí nós vamos estar mais próximos do jogo, vamos saber se vai aparecer mais alguém com Covid. Amanhã vão fazer teste. Vamos deixar para segunda para resolver alguma coisa. Posso treinar aqui hoje, e chega amanhã e tenho que mudar o time de novo. Tem que deixar chegar mais perto pra ver qual equipe vai jogar…

SITUAÇÃO DE RONY, QUE ESTÁ SUSPENSO POR 4 MESES PELA FIFA? ELE PODE SER PROTAGONISTA APÓS SAÍDA DO DUDU?

  • Foi uma surpresa a punição (que a Fifa lhe aplicou), mas era uma situação que existia e agora tamos tentando reverter, pra ele ficar liberado pra jogar. É um jogador que é a moda do futebol: velocidade em lado de campo e transição defensiva rápida. Ele precisa aprender algumas coisas que tem deficiência, que vamos precisar mostrar com um pouco de calma. Ele se apresenta muito pro jogo, mas precisa ter calma pra decidir situações que aparecem com muita facilidade, por ele participar bastante. Mas é muito bom jogador, compõe bem esquema tático.

CHANCES PARA GABRIEL VERÓN?

  • Ele tem potencial fantástico, foi o melhor jogador na base da Seleção, é veloz, com rapidez na mudança de direção, mas está apenas se ajeitando ao profissional, a base é uma coisa e profissional é totalmente diferente. Ele tem potencial pra crescer, mas tem que ter cuidado pra lançar o jogador: da mesma forma que cobram pra escalar, também cobram se der errado, falam que não passou de promessa, etc. Mas ele e os outros meninos que subiram da base têm potencial pra crescer aqui.

NAS ÚLTIMAS TEMPORADAS, PERDER O DÉRBI RESULTAVA EM FRACASSO. COMO LIDAR COM ESSA PRESSÃO, EM MEIO À PANDEMIA E HÁ 4 MESES SEM JOGAR?

  • Eu tento trabalhar a realidade do futebol. esse jogo é importante por causa da rivalidade, mas em 1993 o Palmeiras estava há 16 anos sem ganhar títulos, e eu perdi o 1º jogo. Mas não era aquele jogo que ia decidir, era o 2º que decidia, e ganhamos. Então, nós temos que ganhar, mas o campeonato não se decide nesse Corinthians x Palmeiras, a competição se decide na sequencia. É um jogo importante, temos que ganhar, pro torcedor ficar feliz, mas não é isso que decide. Todo mundo falava em 93 que o Corinthians já era campeão, temos que saber separar as situações.

SOBRE CHANCES DE ELIMINAR O CORINTHIANS DO PAULISTÃO NO DÉRBI:

  • A rivalidade existe, nós queremos ganhar, o Corinthians quer ganhar, é bom pro torcedor, a torcida quer que ganhe até no par ou impar e vamos jogar sabendo da responsabilidade. Mas o que vai acontecer com o Corinthians não interessa a nós, temos que pensar nos nossos interesses: se ganharmos deles e do Água Santa, seremos o primeiro lugar no geral e isso é nosso interesse. Não queremos saber se eles vão ser desclassificados, queremos ganhar porque levaremos vantagem até o fim do campeonato se ficarmos em primeiro.

Assista à entrevista coletiva completa de Luxemburgo: