Secretário-geral da CBF diz que ‘regra é para todos’ e Palmeiras e Flamengo deve acontecer

Walter Feldeman confirma pedido de adiamento do Fla, mas não vê motivo para entidade acatar

A CBF confirmou que recebeu o pedido do Flamengo para adiar a partida contra o Palmeiras, domingo (27) no Allianz Parque, por conta do alto número de atletas do elenco infectados com a Covid-19.

A entidade, porém, não vai acatar a solicitação dos cariocas por entender que não há motivo que justifique a alteração. É o que entende Walter Feldeman, secretário-geral da CBF.

Conheça o canal do Nosso Palestra no Youtube! Clique aqui.
Siga o Nosso Palestra no Twitter e no Instagram!

– Nós recebemos o pedido ontem à noite, mas o jogo deve acontecer. Quando o clube tem infectados, os jogadores são separados e o time continua jogando. Só adiaria a partida se eles não tivessem a quantidade mínima para entrar em campo, não é o caso – afirmou Feldeman, em entrevista à “Rádio Bandeirantes”.

O dirigente lembrou ainda que outros clubes passaram por esta situação, como o Goiás" target="_blank">Goiás, que enfrentou o Palmeiras com mais de dez atletas afastados por estarem infectados com a doença, na terceira rodada do Campeonato Brasileiro, dia 15 de agosto.

– A regra é igual pra todos. Para CBF, não há diferença entre o Flamengo, o Goiás ou o Bahia – completou o secretário-geral.

O Palmeiras havia se posicionado contra o adiamento da partida logo depois de saber que o clube carioca notificou a CBF.