Resultados ruins no final do primeiro turno dificultam conta de Abel em busca do título do Brasileirão

A equipe precisa conquistar 45 dos 57 pontos possíveis, mais de 75% de aproveitamento

No último domingo, a derrota do Palmeiras, em casa, para o Flamengo foi um baque grande em vários ambientes do clube. Além da possibilidade de diminuir a distância para o Atlético-MG, líder da competição, o Verdão buscava dar um passo importante para alcançar a meta da comissão de Abel Ferreira, conquistar 80 pontos. Agora, a tarefa se complicou ainda mais.

Conheça o canal do Nosso Palestra no Youtube! Clique aqui.
Siga o Nosso Palestra no Twitter e no Instagram / Ouça o NPCast!
Conheça e comente no Fórum do Nosso Palestra.

Com os 19 jogos previstos para a primeira metade do torneio concluídos, os comandados de Abel Ferreira somaram 35 dos 54 pontos possíveis e, portanto, caso repitam o desempenho no returno, o objetivo da comissão técnica para o Brasileiro não será atingido.

No primeiro turno, o Alviverde viveu altos e baixos. Depois da derrota diante do Flamengo, a equipe venceu três dos próximos quatro duelos até a derrota para o Bragantino, com três gols de Ytalo, no Nabi Abi Chedid.

O Palmeiras deu a volta por cima logo na rodada seguinte, quando bateu o Bahia e, dali em diante, manteve 100% de aproveitamento ao longo do mês de julho. Ao todo, foram sete vitórias consecutivas só no Campeonato Brasileiro.

Frente ao São Paulo, no Morumbi, em partida válida pela 14ª rodada, o Verdão perdeu a sequência de vitórias e acumulou derrotas contra adversários que brigam na parte de cima da tabela, à exemplo de Fortaleza e Atlético-MG.

Com isso, para igualar as campanhas vitoriosas de 2016 e 2018, quando o Palmeiras somou 36 e 33 pontos no primeiro turno, respectivamente, a equipe precisa conquistar 45 dos 57 pontos possíveis – mais de 75% de aproveitamento.

LEIA MAIS: