Thiago Santos diz que vaga na Libertadores é ‘muito pouco’ e torce por dupla Guerra-Moisés

O volante Thiago Santos deu entrevista coletiva na Academia de Futebol na manhã desta quinta-feira (17). O camisa 21 reforçou que a eliminação do Palmeiras na Libertadores continua doendo, mas admitiu que brigar por uma vaga na competição continental “é muito pouco”. É o objetivo que restou em 2017.

“Quando se trata de Palmeiras, é muito pouco, a gente sabe disso, mas já que não deu para ganhar a Libertadores e não deu para ganhar a Copa do Brasil, precisamos pensar no Brasileiro. O Corinthians está bem na frente, mas precisamos ganhar os jogos. Se lá na frente eles tropeçarem e a gente chega, muito bom, se não, temos que estar entre os quatro (colocados) para que possamos disputar a Libertadores”. “Estamos em quarto, então se ganharmos o turno vamos nos garantir na Libertadores. Temos que somar bastante ponto para garantir esse G4”, disse Thiago.

Com a saída do Felipe Melo, Thiago Santos ganhou espaço no meio-campo do Palmeiras e está tendo sequência com o Cuca. Ao lado do Bruno Henrique, Tchê Tchê e agora Moisés, recuperado de lesão, o camisa 21 comemora a boa fase:

“Sempre velho trabalhando para isso né? desde quando cheguei no Palmeiras sabia que ia ter muita concorrência. A gente procura estar trabalhando para dar sempre o melhor para o treinador e estar a disposição. Quando eu entro no jogo, procuro dar o meu melhor, fazer o máximo para que o Cuca possa me colocar e confiar”, completa.

Durante a atividade na Academia nesta quinta, foi observado que o Alejandro Guerra e o Moisés atuaram juntos. Os dois jogadores jogaram no meio-campo do Palmeiras nos minutos finais da partida contra o Barcelona-EQU e o volante torce para que eles tomem conta da armação do Verdão nas próximas partidas:

“Eu acho que independente que o Cuca for escolher para jogar, vai ser o melhor para o Palmeiras. Claro que trata-se de dois grandes jogadores. Moisés, foi um dos melhores no ano passado e ajudou na conquista do título (do Brasileirão), então sabemos no potencial dele e o Guerra, que é aquele jogador que desequilibra pra gente. Se os dois jogarem juntos, vai ser muito bom”, afirmou o camisa 21.

O Palmeiras se prepara para a partida do próximo domingo, contra a Chapecoense, às 19h (de Brasília), no Allianz Parque, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.