Nos pênaltis, Palmeiras perde para São Paulo e fica com vice da Supercopa Rei

Piquerez e Murilo desperdiçaram suas respectivas cobranças, e Verdão se despediu do Mineirão sem a taça

O Palmeiras perdeu para o São Paulo nos pênaltis, por 4 a 2, após empate sem gols no tempo normal, no Mineirão-MG. Assim, o time comandado por Abel Ferreira ficou com o vice da Supercopa Rei e volta as atenções para os outros torneios que disputa.

Conheça o canal do Nosso Palestra no Youtube! Clique aqui.
Siga o Nosso Palestra no Twitter e no Instagram / Ouça o NPCast!
Conheça e comente no Fórum do Nosso Palestra

Relacionadas

VEJA NO NOSSO PALESTRA
Confira a festa da torcida do Palmeiras na decisão da Supercopa Rei

Pegado

O jogo começou animado, o clima de clássico tomou conta do Mineirão. O Palmeiras tentava impor o próprio ritmo de jogo e controlava as principais ações dos primeiros minutos, mas Weverton salvou aquilo que poderia ser o “quem não faz, toma” aos 23′, quando Calleri ganhou de Rocha e deixou para Nikão finalizar. Após desvio, defesa do goleiro alviverde de manchete.

O Verdão respondeu um minuto depois, com um contra-ataque. López encontrou Mayke, que invadiu a área e finalizou, mas viu Rafael defender. E a equipe seguiu tentando. Foi “chumbo trocado”, mas nenhum dos times conseguiu abrir o placar. 0 a 0 e intervalo.

Palmeiras e São Paulo pela Supercopa Rei, no Mineirão (Foto: Divulgação/CBF)

Sofrido

O segundo tempo começou com menos oportunidades, ainda que Flaco tenha chutado para fora, tirando tinta da trave, logo aos quatro minutos. As duas equipes se estudavam, até que o Palmeiras começou a ser inoperante enquanto via o São Paulo se soltar mais no jogo. As substituições de Abel não surtiam efeito.

Aos 32′, Weverton saiu jogando errado e a bola sobrou para Calleri, que finalizou em cima do goleiro palmeirense. O Verdão tentava, mas não conseguia ser criativo. A melhor chance foi com Gabriel Menino, que driblou dois jogadores adversários dentro da pequena área, mas não conseguiu finalizar. Nada feito, pênaltis no Mineirão.

Nos pênaltis

Calleri bateu o primeiro para o São Paulo e converteu. Veiga fez o mesmo para o Palmeiras. Depois, Galoppo e Gabriel Menino também acertaram. Pablo Maia fez o dele, mas Murilo perdeu e deixou o Verdão atrás na disputa após Michel Araújo marcar. Piquerez teve a cobrança defendida por Rafael, deixando o clube com o vice.

E agora?

O Verdão descansa e volta a entrar em campo somente na quinta-feira (8), diante do Ituano, às 21h (de Brasília), na Arena Barueri.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 0 (2) x (4) 0 SÃO PAULO

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data e hora: 4 de fevereiro de 2024, domingo, às 16h
Árbitro: Braulio da Silva Machado (Fifa/SC)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa/RJ) e Guilherme Dias Camilo (Fifa/MG)
VAR: Wagner Reway (Fifa/PR)
Público e renda:  42.741 presentes / R$ 7.736.903,00
Cartões amarelos: Veiga, Zé Rafael, Flaco López, Marcos Rocha, Luis Guilherme, Abel Ferreira (T), Vitor Castanheira (AT) (PAL); Luciano, Pablo Maia, Wellington, Erick, Thiago Carpini (T) (SAO)
Gols: 

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Richard Ríos (Aníbal Moreno, aos 38’/2ºT), Zé Rafael (Luis Guilherme, aos 38’/2ºT) e Raphael Veiga; Mayke (Gabriel Menino, aos 38’/2ºT), Rony e Flaco López (Jhon Jhon, aos 18’/2ºT). Técnico: Abel Ferreira.

SÃO PAULO: Rafael; Rafinha (Moreira, aos 15’/2ºT), Arboleda, Diego Costa e Welington (Erick, aos 25’/2ºT); Alisson, Pablo Maia, Wellington Rato (Ferreirinha, aos 36’/2ºT), Luciano (Galoppo, aos 25’/2ºT) e Nikão (Michel Araújo, no intervalo); Calleri. Técnico: Thiago Carpini.