Jorge e Wesley têm sondagens e não devem seguir no Palmeiras em 2023

Atacante recebeu sondagem do Vasco e já interessou ao Bahia, enquanto lateral é observado pelo Santos

O planejamento do Palmeiras para 2023 não conta diretamente com as permanências do atacante Wesley e do lateral-esquerdo Jorge, conforme soube a reportagem do NOSSO PALESTRA. Pouco utilizados por Abel Ferreira na reta final do ano, os atletas já são vistos pelo mercado do futebol brasileiro como negociáveis.

Conheça o canal do Nosso Palestra no Youtube! Clique aqui.
Siga o Nosso Palestra no Twitter e no Instagram / Ouça o NPCast!
Conheça e comente no Fórum do Nosso Palestra

Relacionadas

O primeiro a receber sondagens foi Wesley. O atacante de 23 anos foi procurado pelo Vasco, que, de volta à elite do futebol brasileiro, é administrado por uma SAF com boa capacidade financeira. Com contrato até o final de 2025 no Verdão, sua saída tende a ser em definitivo por conta de sua pouca idade e condições de evolução. Nos jogos derradeiros do Brasileirão 2022, mesmo com o clube já campeão, o camisa 11 não teve oportunidades de entrar em campo e é figura pouco celebrada pela torcida nos últimos meses.

Ao longo de 2022, Wesley havia sido fortemente desejado pelo Bahia, que só não fechou o negócio porque, àquela altura, era utilizado com frequência por Abel Ferreira. Agora, o clube baiano pode ressurgir como outro potencial interessado em sua contratação. No exterior, o grupo City, que agora administra a SAF do Bahia, fez oferta formal ao Palmeiras em 2020 para levar o jogador ao New York City FC, mas o negócio também foi refutado na ocasião, uma vez que o camisa 11 era peça bastante utilizada por Vanderlei Luxemburgo.

Jorge, por sua vez, chegou ao Palmeiras com status de titular. Com o decorrer do tempo, sofreu com lesões e com mau rendimento, tornando-se reserva incontestável de Piquerez e, como último ato, perdendo espaço para o jovem Vanderlan. Com salário elevado, no patamar de titulares inegociáveis, sua saída é vista como necessária. O Santos observa o atleta com mais afinco neste momento. Em 2019, o lateral teve boa passagem pela Baixada Santista, chegando, inclusive, a ser convocado por Tite para a Seleção Brasileira.

Diferente de Wesley, Jorge precisará de “mais esforço” junto ao mercado. Com contrato válido por mais três temporadas completas, há a possibilidade de um empréstimo que alivie os custos com salários e dê a ele a chance de jogar e se valorizar – nos mesmos moldes da ida do meia Lucas Lima ao Fortaleza. Sua permanência para a próxima temporada no Verdão é vista como um cenário inviável, por todo o contexto apresentado, e a necessidade de Abel em ter um elenco curto em que todos joguem e se sintam importantes.

LEIA MAIS