Análise: Piquerez comete erros e tem começo de ano ruim pelo Palmeiras

Uruguaio vem oscilando na lateral-esquerda do Verdão e pode começar a receber concorrência de outros atletas do elenco

O Palmeiras venceu o Botafogo-SP por 1 a 0 na Arena Barueri e terminou a primeira fase do Paulistão invicto, com oito vitórias e quatro empates, sendo 28 pontos somados. Apesar de ostentar a melhor campanha do torneio pela terceira vez seguida, Abel Ferreira precisa se preocupar com o começo de ano ruim de Piquerez.

Conheça o canal do Nosso Palestra no Youtube! Clique aqui.
Siga o Nosso Palestra no Twitter e no Instagram / Ouça o NPCast!
Conheça e comente no Fórum do Nosso Palestra

Relacionadas

O uruguaio começou mal a temporada na lateral-esquerda do Verdão. A depender do esquema escolhido pelo treinador português, o jogador está sendo bastante recuado, formando muitas vezes a linha de três defensores, e também começou a inverter o posicionamento, ou seja, começou a descer mais também pela direita.

Mas o atleta não vem bem e acumula erros cruciais na defesa, no ataque e peca na hora de tomar decisões. Até então, parece um tanto quanto “engessado” e “inseguro”, diferente do que o torcedor do Palmeiras se acostumou a ver nos últimos anos.

VEJA NO NOSSO PALESTRA
Confira gol marcado por Rony na vitória do Palmeiras sobre o Botafogo-SP

Até agora foram dez jogos disputados por Piquerez, sendo titular em nove e acumulando apenas uma assistência diante do Corinthians. Além disso, tem somente 28% dos cruzamentos executados de maneira correta.

Assim, pode ganhar a concorrência de Vanderlan e até mesmo Caio Paulista na lateral-esquerda do Palmeiras. Diante do Botafogo-SP, Abel promoveu a entrada dos dois, que foram bem nas funções determinadas. A Cria ficou com a posição do uruguaio, enquanto o camisa 16 avançou para o ataque.

Os dois em questão podem fazer a função caso o português opte por deixar Piquerez no banco. Resta saber o que será feito, mas o camisa 22 precisa recuperar a confiança, a imprevisibilidade e o futebol jogado nas últimas temporadas para que saiba o que fazer e deixe a equipe apenas em “bons lençóis”.