Titular e decisivo em 2023, Menino vê concorrência crescer e perde espaço no Palmeiras

Recuperado de lesão, Cria da Academia faz início de temporada tímido e é a opção menos utilizada do seu setor

O início da temporada de 2024 de Gabriel Menino vem sendo bem diferente do começo do último ano. Em 2023, o jogador chegou a ter status de titular absoluto atuando ao lado de Zé Rafael, mas pouco foi utilizado por Abel Ferreira neste edição do Campeonato Paulista.

Conheça o canal do Nosso Palestra no Youtube! Clique aqui.
Siga o Nosso Palestra no Twitter e no Instagram / Ouça o NPCast!
Conheça e comente no Fórum do Nosso Palestra

Relacionadas

O jogador se recuperou recentemente de uma fratura no tornozelo direito sofrida em outubro do ano passado e voltou a estar à disposição da comissão técnica. No entanto, a Cria da Academia encontrou novos concorrentes no meio-campo do Verdão.

No período em que esteve lesionado, Menino viu Richard Ríos, contratado no começo da última temporada, crescer de produção e assumir a titularidade na posição que até então lhe pertencia. Em 2024, a perda de espaço do volante passou também pela chegada de Aníbal Moreno, único jogador do elenco a atuar em todas as dez partidas disputadas.

Dos oito jogos que foi a campo neste ano, a Cria da Academia iniciou apenas um como titular, diante do São Bernardo. Nos demais, o camisa 25 saiu do banco de reservas, na maioria das vezes já no fim da partida, e totalizou apenas 151 minutos jogados em 2024. Em comparação, Ríos tem 629′, Moreno conta 593′ e Fabinho 187′.

VEJA NO NOSSO PALESTRA
Confira gol de Aníbal Moreno em vitória do Palmeiras sobre o Mirassol

Em algumas ocasiões, Menino chegou a entrar mais avançado, para cumprir a função de armador, em meio à ausência do Palmeiras por um reserva de Raphael Veiga. Mesmo quando comparado com os concorrentes no setor, Gabriel tem larga desvantagem na minutagem, uma vez que Jhon Jhon jogou por 297 minutos e Luís Guilherme entrou por 210′.

Em comparação ao início da última temporada, Gabriel Menino vivia o seu melhor momento no Palmeiras, quando marcou dois gols na final da Supercopa do Brasil, diante do Flamengo, e dois na final do Paulistão, frente ao Água Santa. Nos dez primeiros jogos de 2023, foram 557 minutos em campo, mais de três vezes do que a minutagem de 2024.

Agora, o meio-campista busca recuperar o espaço no Maior Campeão Nacional. O time entra em campo novamente na próxima quarta-feira (28) às 19h30 (de Brasília) diante da Portuguesa no Canindé.