Palmeiras continua preperação para quartas do Paulista, e Estêvão comenta adaptação: ‘Aprendi bastante’

Verdão vai em busca de sua 11ª classificação consecutiva à semifinal do Paulistão

O Palmeiras deu sequência nesta quarta-feira (13) à preparação para enfrentar a Ponte Preta, pelas quartas de final do Paulistão, no próximo sábado (16). Na última terça-feira (12), a equipe se reapresentou após uma folga e iniciou os trabalhos para o mata-mata.

Conheça o canal do Nosso Palestra no Youtube! Clique aqui.
Siga o Nosso Palestra no Twitter e no Instagram / Ouça o NPCast!
Conheça e comente no Fórum do Nosso Palestra

Relacionadas

VEJA NO NOSSO PALESTRA
Lázaro celebra primeiro jogo como titular: ‘Me passaram muita confiança’

Comandados por Abel Ferreira, os atletas realizaram trabalhos técnicos e táticos com ênfase em marcação, passes e transições, finalizando com um coletivo em dimensões reduzidas.

Um dos presentes nas atividades foi o Cria da Academia Estêvão, que subiu em definitivo ao profissional do Palmeiras nesta temporada. Ao todo, são três partidas disputadas, com uma assistência concedida diante do São Bernardo.

– Neste período em que estou no profissional, aprendi bastante, pude evoluir e escutar conselhos. Acredito que a qualidade do meu futebol tem aumentado e tenho dado o meu máximo nos treinos. Já dei uma assistência, espero contribuir mais e que seja uma excelente temporada para a gente – afirmou Estêvão.

Terceiro jogador mais novo a entrar em campo pelo Verdão, quando enfrentou o Cruzeiro, na última rodada do Brasileirão de 2023, com 16 anos, sete meses e 12 dias, o jovem revela que o dia a dia ao lado do grupo é positivo, e que vem recebendo conselhos principalmente de Raphael Veiga, Luan e Marcos Rocha.

– Praticamente todos me aconselham no dia a dia, mas Veiga, Luan e Marcos Rocha são os que estão mais falando comigo. Eu tento escutá-los ao máximo, pois eles têm muita experiência e quero usar tudo que escuto dentro de campo – completou.

Em relação à comissão técnica, Estêvão diz também ter uma relação boa, apesar de receber mais “puxões de orelha” do que elogios.

– Eles (Abel e sua comissão) mais puxam a orelha do que elogiam (risos). Eles pedem sempre para eu finalizar a gol e que nós todos atinjamos o máximo do nosso potencial. Tenho uma relação muito boa com eles. Espero agregar bastante para ganhar mais minutagem dentro de campo neste ano – disse.

O Palmeiras enfrenta a Ponte Preta no sábado (16), às 18h, na Arena Barueri. Antes do confronto, o Verdão treina na quinta-feira (14) e sexta-feira (15). Em campo, o Alviverde vai em busca da sua 11ª classificação consecutiva para a semifinal do Paulistão.