Análise: Palmeiras precisa redobrar atenção em minutos finais, e Weverton deveria se desculpar

Goleiro se equivocou em atitude que originou empate do Corinthians nos minutos finais do Dérbi válido pelo Paulistão

O Palmeiras empatou com o Corinthians em 2 a 2 após abrir dois gols de vantagem e contar com 11 atletas contra nove do rival. O clássico na Arena Barueri, válido pelo Paulistão, ficou marcado pela desatenção coletiva e displicência individual de Weverton.

Conheça o canal do Nosso Palestra no Youtube! Clique aqui.
Siga o Nosso Palestra no Twitter e no Instagram / Ouça o NPCast!
Conheça e comente no Fórum do Nosso Palestra

Relacionadas

O Verdão estava com o jogo nas mãos. Endrick e Flaco López fizeram os gols que dariam os três pontos ao time de forma tranquila. Desde o início da partida, todo domínio e principais chances criadas tiveram assinatura verde.

O problema foi quando chegou a reta final. As substituições de Abel Ferreira mais uma vez fizeram o time perder em desempenho. As saídas de Flaco López e Zé Rafael para as entradas de Rony e Gabriel Menino deixaram a equipe se desencontrando em campo. Pouco depois, Endrick e Ríos ainda deram vaga a Jhon Jhon e Fabinho. E isso nem entra no mérito da qualidade dos que entraram, mas, sim, da falta de atenção.

VEJA NO NOSSO PALESTRA
Confira gol de Endrick no empate do Palmeiras com o Corinthians

Pela terceira vez na temporada, o Palmeiras cedeu o empate nos minutos finais: contra Novorizontino, na estreia, e Santo André, o mesmo aconteceu. São apenas três pontos conquistados e seis perdidos dessa forma.

A falta de atenção coletiva deixou o Corinthians chegar no resultado, mas a displicência individual de Weverton foi crucial para tal feito. O goleiro palmeirense teve uma atitude equivocada ao encolher o braço pensando que a cobrança de falta iria para fora. Depois, socou a grama em um ato de desespero e arrependimento.

Mas arrependimento não vale nada se o erro não for reconhecido. Em público, principalmente. O arrependimento não será lembrado, mas o fato de sair da Arena Barueri escoltado por seguranças para que a imprensa não perguntasse nada, sim. Isso sim.

O Palmeiras precisa redobrar a atenção nos minutos finais dos jogos. Se os reservas não conseguem entregar a mesma qualidade dos titulares, devem compensar com entrega e luzes acesas todo o tempo. Um goleiro de time grande e de Seleção Brasileira necessita fazer mais para que não tome sete gols em sete jogos de um Paulista. O alerta tem que ser ligado para que o decorrer da temporada tenha mais falhas corrigidas que cometidas.