Edu Dracena explica bons números defensivos: "A gente tem jogado em bloco"

Edu Dracena explica bons números defensivos: "A gente tem jogado em bloco"

O Palmeiras não vive uma fase defensiva tão boa desde 2008. São seis jogos sem sofrer gols, sendo cinco deles na gestão de Luiz Felipe Scolari e sua comissão técnica. A marca impressiona na história recente não só pela distância da última vez em que a série foi alcançada, ainda sob o comando de Luxemburgo, mas também por acontecer justamente após a troca no comando técnico. Roger Machado deixou a equipe sem conseguir sequer uma sequência mínima de jogos sem sofrer gols nas últimas 13 partidas oficiais em que comandou o Palmeiras.

Embora a marca seja defensiva, o time todo tem méritos nesses números. Pelo menos é assim que pensa o experiente zagueiro Edu Dracena, que conversou de forma exclusiva com o Blog do Fragoso na saída do Pacaembu, após a vitória por 1 a 0 sobre o Bahia, que garantiu ao Palmeiras a vaga na semifinal da Copa do Brasil. Confira abaixo o breve bate-papo com o defensor que pode ser considerado um dos líderes desse elenco alviverde.

Fragoso: Palmeiras chega ao sexto gol seguido sem levar gol, algo que não acontecia desde 2008. A que se deve esse sucesso, já que, com exceção dos amistosos durante a pausa para a Copa do Mundo, o técnico Roger Machado não conseguiu nenhuma sequência sem gols nos seus últimos 13 jogos oficiais?

Edu Dracena: "A postura dos jogadores. O estilo do Luiz Felipe é diferente do estilo do Roger. Cada um tem a sua característica. O professor Luiz Felipe prioriza primeiro a marcação, depois a gente sai pra jogar com a qualidade que o elenco tem. Como eu sempre bato na tecla: nós não estamos tomando gol apenas por conta da defesa. Para a defesa não tomar gol, os jogadores da frente estão nos ajudando. E quando toma gol, não é só a defesa. Para o setor defensivo funcionar, o ofensivo ajuda. E para o ofensivo fazer gols, a defesa também precisa ajudar. O mérito é de todos. O Palmeiras está crescendo num momento importante".

Fragoso: Uma mudança bem clara do Roger para o Felipão está na utilização de pontas. Enquanto o antigo treinador preferia espetar, como se fala no futebol, jogadores de velocidade pelos lados, o atual treinador prefere escalar meias pelos lados, reforçando o meio-campo. Isso pode ter sido decisivo para a melhoria dos números defensivos do time?

Edu Dracena: "A gente tem jogado em bloco, bem compacto. Isso acaba facilitando, porque se um adversário passa por alguém, já tem outro na cobertura, então não fica muito espaçado. Isso dificulta o adversário, o que não acontecia em alguns jogos no início do ano. Ele tem nos cobrado e os jogadores estão entendendo como ele gosta de jogar. Estamos vendo que sem a bola temos que ralar, temos que sofrer para que, quando recuperarmos a bola, com a qualidade que a gente tem, os jogadores passem as dificuldades para o adversário, criar jogadas e fazer os gols".

Fragoso: Para um zagueiro como você, qual o sentimento que fica de comentar uma marca defensiva tão importante na história recente e, principalmente, para esse elenco nessa nova fase com um novo treinador?

Edu Dracena: "Para nós, é sempre bom demais. Mas é como eu sempre falo, os méritos são de todos. Com certeza nós, da defesa, ficamos muito felizes porque a nossa meta é não tomar gol e a gente está conseguindo fazer isso, independente de quem jogue ou não, os jogadores estão assimilando o que o professor Luiz Felipe Scolari gosta".

Tags:
  • Rodrigo Fragoso

    Rodrigo Fragoso

    Formado em Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero e especializado em gestão, direito e marketing esportivo pela FIFA/CIES/FGV.