Há 3 anos, Zé Roberto se tornava o jogador mais velho a fazer um gol pela Libertadores

Há 3 anos, Zé Roberto se tornava o jogador mais velho a fazer um gol pela Libertadores

Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

24 de maio de 2017. Há exatos três anos, o Palmeiras de Cuca recebia o Atletico Tucuman no Allianz Parque para confirmar a sua vaga como primeiro colocado do grupo E da Libertadores daquele ano. A vitória por 3 a 1 entrou para a história tanto da competição quanto para a carreira de Zé Roberto.

Aos 42 anos, o ex-camisa 11 do Verdão marcou um belo gol de primeira após assistência do amigo Tchê Tchê. O gol marcou não só como o último de Zé com a camisa do Palmeiras, como também é até hoje e deve seguir por muito tempo, sendo o gol feito pelo jogador mais velho da história da Copa Libertadores.

Na mesma edição do torneio continental, Zé Roberto ultrapassou Rogério Ceni, se tornando o brasileiro mais velho a atuar na Libertadores (independentemente do clube): 42 anos, 11 meses e 27 dias, contra o Barcelona de Guayaquil-EQU, em 05/07/2017, no Monumental Isidro Romero Carbo.

Zé Roberto coleciona outros recordes no Palmeiras que serão difíceis de serem quebrados. Ele também é o jogador mais velho a marcar pelo Verdão em Copa do Brasil, Brasileirão e Libertadores.

Zé também ostenta a marca de ser o palmeirense mais velho a fazer um gol em um Dérbi. Em 2015, com 40 anos, o camisa 11 venceu Cássio e ajudou o Palmeiras a bater o Corinthians em Itaquera, em jogo válido pelo Brasileiro daquele ano.

Zé Roberto se aposentaria dos gramados ao final daquela temporada de 2017, se tornando um dos gigantes que vestiram a camisa e levantaram um troféu como capitão da Sociedade Esportiva Palmeiras.

Aquela vitória por 3 a 1 sobre o Tucuman também ficou na memória do torcedor alviverde pelo gol marcado por Yerry Mina, em jogada ensaiada que foi idêntica a uma utilizada pelo Verdão na campanha do Eneacampeonato brasileiro, um ano antes, diante do Coritiba, no mesmo gol sul do Allianz Parque.

Relembre como foi a partida:

Tags:
  • Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim, 28 anos, detesta quem assiste ao jogo sentado e tem como grande ídolo Armando Nogueira. Formado em Jornalismo pela UMESP em 2012, cobriu a Copa do Mundo da Rússia pelo jornal Lance!