Heróis do Deca: Miguel Borja

Heróis do Deca: Miguel Borja

Miguel Borja não foi uma grande nome do Palmeiras na campanha do Decacampeonato brasileiro. A convocação para a Copa do Mundo da Rússia, e a operação no joelho logo após o Mundial fez com que o colombiano perdesse diversas rodadas do campeonato nacional.

Com a chegada de Felipão, Deyverson recebeu a chance e aproveitou com muito oportunismo o lugar deixado pelo colombiano.

Com apenas 3 gols no Brasileirão de 2018, Miguel teve algumas boas e importantes atuações na reta final do campeonato. Como na suada vitória por 3 a 2 diante do Santos, quando Borja não marcou mas teve talvez a sua melhor atuação desde que chegou ao Palmeiras, e também na vitória diante do Fluminense, quando o colombiano abriu o placar quando a partida estava duríssima para o Verdão.

Borja termina o ano com 20 gols, artilheiro da Libertadores, artilheiro do Paulistão e sendo cobiçado por alguns clubes da Europa.

Apesar da birra de parte da torcida com o jogador, Felipão gosta do atacante, que se ficar por aqui, vai seguir revezando a titularidade no ataque com Deyverson.

Borja é um herói do Deca, você gostando ou não.

  • Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim, 27 anos, detesta quem assiste ao jogo sentado e tem como grande ídolo Armando Nogueira. Formado em Jornalismo pela UMESP em 2012, cobriu a Copa do Mundo da Rússia pelo jornal Lance!