Meias não se firmam, e Palmeiras se vê obrigado a fazer rodízio na posição

Meias não se firmam, e Palmeiras se vê obrigado a fazer rodízio na posição

Foto: Divulgação/Site do Palmeiras

Um dos problemas do Palmeiras de 2019 está no meio de campo, mais especificamente no setor de criação de jogadas. Já em outubro, todos os meias tiveram muitas chances na temporada, mas praticamente nenhum se firmou até o momento.

No último jogo, contra o Atlético-MG, Mano Menezes optou por dar uma chance a Lucas Lima entre os titulares. Entretanto, o camisa 20 não aproveitou, foi substituído e vaiado por quase toda a torcida presente no estádio. Para a próxima partida, contra o Santos na Vila, é possível que Scarpa volte a ser utilizado e que Lucas Lima fique como opção no banco.

Essa mudança de meias no time titular está sendo frequente no ano. Lucas Lima, Raphael Veiga, Gustavo Scarpa e até outros jogadores que podem fazer a função de meia como Zé Rafael já foram utilizados, mas nenhum conseguiu se firmar.

O NOSSO PALESTRA levantou os números deste quarteto em termos de jogos, gols e assistências na temporada. Confira:

Lucas Lima:

Jogos: 33
Gols: 0
Assistências: 2

Gustavo Scarpa:

Jogos: 38
Gols: 11
Assistências: 4

Raphael Veiga:

Jogos: 25
Gols: 5
Assistências: 1

Zé Rafael:

Jogos: 26
Gols: 4
Assistências: 2

Scarpa é o que mais aproveitou suas chances até o momento. Artilheiro do Palmeiras no ano, ele também é o que mais jogou entre os meias e o que está com o maior crédito. Mesmo assim, ainda oscila e vez ou outra acaba perdendo a vaga de titular.

Do elenco que começou a temporada, três jogadores da posição já deixaram o elenco.

Moisés foi vendido ao Shandong Luneng, Ricardo Goulart voltou ao Guangzhou e Guerra foi emprestado ao Bahia. Dos três, apenas o venezuelano não teve chances neste ano, mas os outros dois participaram deste "rodízio" entre os meias.

  • Mohamed Nassif

    Mohamed Nassif

    Jornalista formado em 2016 pela FIAM-FAAM. Teve passagens pela TV Bandeirantes e pelo portal Torcedores.com