Melhor campanha e melhor defesa; Palmeiras passa por Cerro se manter sequência invicta

Melhor campanha e melhor defesa; Palmeiras passa por Cerro se manter sequência invicta

(Foto: César Greco/ Ag. Palmeiras/ Divulgação)

O Palmeiras enfrenta o Cerro Porteño nesta quinta-feira pelo segundo e decisivo jogo das oitavas de final da Copa Libertadores de 2018. Com a melhor campanha da competição e dividindo com o River o posto de melhor defesa do torneio, com apenas 3 gols sofridos, o Verdão avança para pegar o Colo Colo nas quartas se o goleiro Weverton não sofrer gols.

E faz tempo que a defesa palmeirense não é vazada. Desde que Roger Machado deixou o comando técnico do Verdão, foram 9 jogos e em nenhum deles o time foi vazado.

O Palestra também não perdeu nenhuma partida nesta edição da Libertadores. Em 7 jogos foram seis vitórias e apenas um empate. Weverton ganhou a titularidade somente nas oitavas de final da competição continental. Durante a primeira fase, Jaílson defendeu a meta palmeirense em cinco partidas, e Fernando Prass em uma.

Apesar do amplo favoritismo e do bom retrospecto, o goleiro palmeirense pregou muito respeito ao time paraguaio. Para Weverton cada jogo tem a sua história. "O que a gente fez ficou no passado. A melhor campanha só nos dá a oportunidade de decidir ao lado do nosso torcedor até a final. Temos que entrar focado para construir novamente um bom resultado que nos garanta a classificação", finalizou o camisa 21.

Weverton já soma 813 minutos sem tomar gols e hoje tem mais um grande teste pela frente para tentar seguir sonhando em bater o recorde de Zetti, que em 1987 ficou 12 partidas sem ser vazado, garantindo a maior invencibilidade da história do Palmeiras.

Palmeiras e Cerro Porteño se enfrentam nesta quinta-feira (30), a partir das 21h e 45 no Allianz Parque. A provável escalação do Verdão para a partida desta noite é: Weverton, Mayke, Dracena, Antônio Carlos e Diogo Barbosa. Bruno Henrique, Felipe Melo e Moisés. Dudu, Willian e Borja.

Acompanhe toda a cobertura do jogo no nosso twitter!

  • Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim

    Gabriel Amorim, 27 anos, detesta quem assiste ao jogo sentado e tem como grande ídolo Armando Nogueira. Formado em Jornalismo pela UMESP em 2012, cobriu a Copa do Mundo da Rússia pelo jornal Lance!