Na Rússia, Keno é vendido para time africano e não joga mais pelo Palmeiras

Na Rússia, Keno é vendido para time africano e não joga mais pelo Palmeiras

A novela envolvendo o atacante Keno chegou ao fim. O jogador de 28 anos foi negociado com o Pyramids FC - que significa Al-Ahram em árabe, do Egito, neste domingo, por 10 milhões de dólares (R$37 milhões), e não joga mais pelo Palmeiras. O atleta, que se apresentará ao time africano na semana que vem, assinou um contrato de três anos.

Comprado junto ao São José/RS, Keno tinha 100% dos seus direitos econômicos vinculados ao Palmeiras. O ex-camisa 11 do Verdão vinha sendo disputado pelo clube egípcio e pelo Al Nassr, da Arábia Saudita.

O Palmeiras tentou ao máximo manter o atacante na equipe, mas o pagamento a vista do negócio foi determinante para a venda. Toda a transação foi realizada na Rússia, entre uma partida e outra da Copa do Mundo, por Alexandre Mattos, diretor de futebol palmeirense, o empresário de Keno, Edson Neto, e representantes do time africano.

O agente do jogador retornou ao Brasil na noite deste domingo (25), enquanto Mattos regressa nesta segunda-feira (26) ao País.

Novo proprietário

O desfecho das negociações começou a se desenhar na última quarta-feira (20), quando o Ministro do Esporte da Arábia Saudita, Turki Al-Sheikh, viajou ao continente vizinho e efetuou a compra do Al-Assiouty Sport. Os detalhes de tal aquisição serão anunciados nesta quinta-feira (28).

Ao concluir compra da instituição, o novo proprietário mudou o nome da equipe para o Pyramids FC e elegeu Hossam al-Badry, ex-técnico do Al Ahly - time com mais títulos egípcios -, como presidente do Clube.

Na reunião de nomeação do presidente, Al-Sheikh prometeu a Al-Badry a formação de uma comissão técnica com profissionais estrangeiros, além da contratação de quatro jogadores para reforçar a equipe já na temporada 2018/2019. Empolgado, o presidente entregou ao proprietário uma lista de reforços, na qual constava o nome de Keno.

O Pyramids, fundado como Al-Assiouty, tem apenas 10 anos de vida. O atacante Keno é o primeiro brasileiro a defender o clube nesta primeira década de existência da instituição africana.

Keno se despede do Palmeiras com 84 jogos, 19 gols marcados e nove assistências.

  • Bruno Maciel

    Bruno Maciel

    Bruno Maciel é jornalista formado em 2010 pela UniSantos, tem 34 anos, e é apaixonado por futebol desde 26/04/1984 por total influência de Nilton Geraldo Maciel, seu amado e inesquecível pai.