Não são cinco minutos para o fim da América

Não são cinco minutos para o fim da América

Em 4min59s deu Boca.
Uma cabeçada de Benedetto superando o até então insuperável Felipe Melo em sua melhor partida pelo Palmeiras até cometer falta desnecessária que obrigou Weverton a fazer sua melhor defesa pelo Palmeiras. No escanteio, gol do maledetto.
4min59s depois, será o Benedetto? Foi. Um golaço superando Luan que, como Gómez, não perdia bolas. Mesmo teoricamente protegido por FM e por Thiago Santos que acabara de entrar para evitar o que o Boca nos calou num jogo que fedia a zero a zero e agora obriga o Palmeiras a ser ainda mais do que tem sido contra o Boca de Copas.
Faltou ser mais ousado na Bombonera. Como Palmeiras, não como o discurso de Felipe em sua melhor jornada. Faltou acreditar mais no Palmeiras e menos na mística REAL da Bombonera que jogou muito mais do que o Boca que em 2018 joga menos do que o Palmeiras.
Mas que pode ter nos jogado pra fora em menos de 5 minutos.
Só que ainda tem mais 90. Mais pênaltis. É só ter mais do Palmeiras. Ou igual ao que tem sido desde o retorno de Felipão. Outro copeiro por vezes inexplicável como o Boca de Libertadores. Como o futebol que é espetacular até quando não foi bem jogado como foi na Bombonera. Maravilhoso como a paixão de qualquer torcida por qualquer time.
E ainda mais especial quando esse amor é o nosso.
E possível reverter. É possível levar pros pênaltis. É possível classificar.
Bastam cinco minutos como os do Boca. E teremos 90 minutos no Allianz Parque. É uma semana até lá. Quem sabe mais animados ainda se conseguirmos superar outra pedreira no Maracanã. É só jogar o que mais quisemos administrar na Bombonera. É só acreditar que podemos virar esse jogo como o Palmeiras voltou a ser Palmeiras com Felipão. Como ele também voltou a ser Felipão.
Ainda tem jogo.
Dá. O que não dá é achar que já foi. Só vai na volta no Allianz Parque quem acha que tem volta. É pra ganhar no grito do Boca. É pro coração saltar dela.

  • Mauro Beting

    Mauro Beting

    Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 16 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV.