Sem planos para Arouca, Palmeiras tenta repassá-lo em definitivo ao Vitória

Sem planos para Arouca, Palmeiras tenta repassá-lo em definitivo ao Vitória

Sem ser aproveitado no Atlético/MG, o volante Arouca está prestes a ser devolvido ao Palmeiras. O volante, no entanto, não será reintegrado ao elenco de Roger Machado. Em entrevista ao Nosso Palestra, o empresário do atleta, Andre Cury, explica que a rescisão com o clube mineiro tem como objetivo reemprestá-lo ao Vitória, da Bahia.

“Estamos negociando com o Vitória. A rescisão seria com o Atlético/MG. Se der certo, o Palmeiras vai emprestá-lo ao Vitória até o final do ano, que é quando se encerra o vínculo dele com o clube”, disse o agente ao site.

No final desta temporada, Arouca terá o passe livre. Por isso, não está descartada também uma rescisão com o Palmeiras já neste momento. Desta forma, o jogador já poderia assinar um vínculo maior com o time baiano, que, de quebra, não precisaria fazer uso de uma das cinco contratações por empréstimo que cada clube participante do Campeonato Brasileiro tem direito.

O Palmeiras, por sua vez, se livraria do salário de R$350 mil mensais do jogador. Atualmente esses honorários são divididos entre Verdão e Galo.

Conquistas no Allianz Parque

Arouca foi contratado pelo Palmeiras em janeiro de 2015, junto ao Santos. Na equipe alviverde, o volante conquistou a Copa do Brasil daquele mesmo ano e compôs o elenco que sagrou-se campeão brasileiro em 2016, sob comando do técnico Cuca. As seguidas lesões e as duas cirurgias no tornozelo esquerdo atrapalharam o desempenho do jogador no Palmeiras.

No início desta temporada, o Atlético/MG, a pedido do técnico Oswaldo de Oliveira, solicitou o empréstimo de Arouca, com quem já havia trabalhado no próprio Palmeiras e no Santos. Os clubes entraram em acordo e desde então o volante segue na Cidade do Galo. Porém, a demissão do treinador foi ruim para o atleta, que não caiu nas graças do interino Thiago Laghi.

  • Bruno Maciel

    Bruno Maciel

    Bruno Maciel é jornalista formado em 2010 pela UniSantos, tem 34 anos, e é apaixonado por futebol desde 26/04/1984 por total influência de Nilton Geraldo Maciel, seu amado e inesquecível pai.