Palmeiras está Felipe Melo

Palmeiras está Felipe Melo

O Fluminense fez mais do que pode e ganhou. O Palmeiras mais uma vez fez menos do que pode. E não pode.

Não é o Real Madrid das Américas. Nem pode jogar como o Osasuna de Perdizes. Poderia ter aberto o placar no primeiro tempo que talvez não soubesse administrar mais uma vez. Mas não pode criar apenas um lance no segundo tempo mais perdido que o time.

Equipe desorganizada, desarmada e que pareceu desalmada exceto os de praxe. No desprazer que foi ver um dos piores tempos na temporada. O segundo. No terceiro jogo pós-Copa que o time pareceu pior a cada tempo.

Insisto e não desisto: não quero mudar Roger. Mas Roger precisa mudar.

Não apenas ele. Quem ganha, perde e empata são sempre os jogadores. Só que quem os escala também tem responsabilidade pelo desempenho de um time instável e pesado e indisciplinado e longe da forma ideal e do que pode jogar.

ENFIM, um time como está Felipe Melo. E não pode ficar assim.

Porco de Ouro: Vote na eleição que irá eleger o melhor jogador do Palmeiras nesse último ano

  • Mauro Beting

    Mauro Beting

    Mauro Beting é comentarista do Esporte Interativo e da rádio Jovem Pan, blogueiro do UOL, comentarista do videogame PES desde 2010. Escreveu 16 livros, e dirigiu três documentários para cinema e TV.