Protagonista nos pontos corridos, Felipão inicia julho para voltar a triunfar em mata-matas

Protagonista nos pontos corridos, Felipão inicia julho para voltar a triunfar em mata-matas

( Foto: Cesar Greco/ Ag. Palmeiras/ Divulgação)

Setenta anos. Trinta e sete deles dedicados a carreira de treinador. Alguns idolatram e respeitam, outros contestam o seu estilo de jogo. São 27 títulos conquistados, que o fazem o técnico brasileiro com o currículo mais vasto do país.

Acostumado a grandes feitos em torneios eliminatórios, dos quais diz preferir, Luiz Felipe Scolari vem se tornando protagonista em campeonato de pontos corridos nos últimos anos. De 2015 para cá, são quatro títulos nacionais em torneios desse formato, com três Campeonatos Chineses e outro Brasileiro.

Há poucos dias do primeiro confronto das quartas de final contra o Internacional (dia 10/07),Felipão, que também figura como o maior vencedor da Copa do Brasil, quer voltar a vencer um torneio mata-mata.

São quatro títulos da Copa Do Brasil na carreira (dois pelo Palmeiras, um pelo Grêmio e outro no Criciúma). De todos os clubes brasileiros que dirigiu, Scolari apenas não levantou o caneco enquanto dirigia o Cruzeiro.

O copeiro técnico, que tem duas libertadores em seu currículo, pode alcançar um outro feito importante na história do Verdão. Nas últimas passagens pelo clube, Felipão encerrou o seu ciclo com um título da Copa do Brasil (1998 e 2012).

Com contrato até dezembro de 2020, o pentacampeão terá, ao menos, mais duas oportunidades para alcançar o seu quinto título da Copa do Brasil e o quarto do Palmeiras, deixando o Alviverde apenas atrás de Cruzeiro (com 6 títulos) e Grêmio (5 títulos).

O caminho será árduo. Dos oito clubes que restaram, 6 já conquistaram essa taça. Felipão, no entanto, conhece os melhores atalhos para trazer o tetracampeonato para o Palmeiras.